Não há perigo

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011


Não estou vivendo perigosamente.
Troquei o perigosamente, pelo intensamente, inconsequentemente,
apaixonadamente.
Não há perigo.
Perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como certo
e nunca mais se libertar, correndo o risco de não saber mais viver
sem um manual de instruções.

[Martha Medeiros]

4 comentários:

Cáh Says:
26 de janeiro de 2011 12:58

concordo plenamente...
o que nos faz viver assim, sem propósito algum é realmente querer encontrar a maneira certa de se viver. O que não existe...


Beijos

tammy diktiva Says:
27 de janeiro de 2011 23:48

Adoreeeeeeeeeei seu blog, tão suave, adorei. Em relação ao post, viver apaixonadamente não sria nada nada mau (:

Hugo Green Says:
28 de janeiro de 2011 21:28

Seguindo seu blog!

Segue o meu:

http://bloghugogreen.blogspot.com

Ana Alice Says:
5 de fevereiro de 2011 15:59

otima escolha...



Beijos

Postar um comentário